Browsing Tag

It

Books, Filmes

Concluindo: Maio/15

Antes tarde do que nunca: a conclusão de maio! Este mês foi especial para os filmes. Como a leitura de It foi demorada, acabei lendo menos do que pretendia. Vamos aos livros do mês, primeiramente!

1º Contato – Carl Sagan

contato

“Contato com extraterrestres não é sinônimo de homenzinhos verdes desembarcando de um disco voador. É muito mais: sinais captados num radiotelescópio podem conter mensagens capazes de nos fazer repensar toda a nossa concepção da vida e do Universo. Esse é o ponto de partida de Carl Sagan, que, aliando as tensões da melhor literatura ao conhecimento científico mais avançado, compõe um romance que pode provocar em nós todas as reações – menos a indiferença. Em Contato, o que está em jogo é o mundo tal como o conhecemos. Como quem faz uma aposta, Sagan nos convida a uma viagem assustadoramente fascinante pelo buraco negro que é a inteligência humana.”

Contato foi uma leitura arrastada para mim. Apesar de a história ser muito bem desenvolvida. A personagem principal é a Drª Ellie Arroway, que desde criança sempre se interessou pela ciência e mistérios do universo. Uma mente brilhante, após se formar, Ellie é convidada para administrar o Projeto Argus, onde dentre outros projetos, também procura sinais de vida fora da terra. Quando finalmente sinais começam a ser transmitidos por uma estrela, até então praticamente desconhecida, o mundo se volta para eles, esperando respostas. A mensagem transmitida gera inúmeras discussões e controvérsias políticas e religiosas. Minha expectativa era de mais ação. Mas, apesar de ser diferente do que imaginava, o livro é excelente! Com discussões muito válidas, especialmente referentes à fé.

2º Aura – Carlos Fuentes

91omNHYaPIL

Aura é um texto pequeno, mas extremamente envolvente. Quando o jovem historiador Felipe encontra um anúncio de jornal requisitando uma pessoa com exatamente suas qualificações e oferecendo um salário muito melhor do que o seu de professor, ele fica extremamente tentado e até assustado. Ao chegar na casa, conhece a Sra. Consuelo, que deseja que ele traduza e reúna as memórias de seu falecido marido. A casa em que ela vive permanece constantemente na escuridão e poucos detalhes seu olhar consegue captar. A decisão se torna complicada quando descobre que Consuelo pretende que ele more lá até que ele termine seu trabalho. Enquanto ele pensa se deve aceitar, conhece a outra moradora da casa, Aura, uma bela jovem, com penetrantes olhos verdes, como ele nunca havia visto igual. Neste momento, todas as suas dúvidas são esquecidas e ele resolve ficar. Mas as coisas vão se tornando mais confusas e estranhas a cada dia, dentro da escuridão em que vivem. Uma excelente história de suspense!

 3º  It –Stephen King

tumblr_n9snzsrmTv1qkl5tno8_1280

A maior leitura do mês! Mas um livro excelente, apesar de, na minha opinião, ter uma cena no final, dentro dos túneis, que somente serviu como shock value. Mas isto não desmerece em nada a história genialmente criada por King! Vale a pena ler!

Agora vamos aos filmes:

Frida – Julie Taymor

11176113_ori

“Frida Kahlo (Salma Hayek) foi um dos principais nomes da história artística do México. Conceituada e aclamada como pintora, ela teve também um casamento aberto com Diego Rivera (Alfred Molina), seu companheiro também nas artes, e ainda um controverso caso com o político Leon Trostky (Geoffrey Rush) e com várias outras mulheres.”

Filme simplesmente incrível! Me emocionei do começo ao fim com a história de Frida, apesar de já conhecer um pouco. Toda a parte estética do filme é extremamente bem feita, os atores são excelentes. Estou terminando o livro em que o filme se inspirou e farei um post especial!

Homem de Ferro 1, 2 e 3

1400308574-iron-man

Continuando a maratona Marvel que tinha começado quando assisti a Vingadores 2: A Era de Ultron, resolvi assistir aos três filmes do Homem de Ferro. Havia assistido somente o segundo filme e não gostava muito de Tony Stark. Tanto que demorou bastante até assistir aos demais. Mas esta má impressão se deve principalmente ao fato de não ter visto o início de sua história. No início do segundo filme, Tony é simplesmente um poço de arrogância e isto encobria suas qualidades pra mim. Gostei muito de assistir na sequência e, mesmo sendo bem mais fraco que os primeiros, não achei o terceiro filme ruim.

O Homem de Aço – Zack Snyder

Man-of-Steel

“Há anos enviado de Krypton, um avançado planeta alienígena, à Terra, Clark sofre com a derradeira questão: Por que estou aqui? Moldado pelos valores de seus pais adotivos, Martha e Jonathan Kent, Clark logo descobre que ter super-habilidades significa tomar decisões muito difíceis. Mas quando o mundo mais precisa de estabilidade, ele é atacado. E agora, suas habilidades serão usadas para manter a paz ou partir para um tudo ou nada?”

Mais um filme para a sessão super-heróis! Apesar de nunca ter sido meu preferido entre os títulos da DC, gostei deste filme sobre o super-homem. Gostei da construção da história e principalmente de ver a história de seus pais e de seu planeta natal. Achei ótimo também abordarem a desconfiança com que ele é tratado. Seria muito simplista mostrar a humanidade completamente aos seus pés, sem nenhuma dúvida de suas intenções. Ótimo gancho para Batman vs Superman.

X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido – Bryan Singer

x-men-dias-de-um-futuro-esquecido-de-bryan-singer.html

“A formação definitiva de X-Men luta uma guerra pela sobrevivência da espécie em dois períodos de tempo em “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”. Os amados personagens da trilogia “X-Men” original juntam-se aos seus eus jovens de “X-Men: Primeira Classe” em uma batalha épica que deve mudar o passado para salvar o futuro.”

Esta era uma continuação que estava ansiosa para assistir. Gostei muito da ideia de trabalhar duas épocas diferentes e da cooperação entre Magneto e Xavier no futuro. Outro ponto positivo foi mostrarem Xavier em seu pior momento, sem toda a aura de superioridade em que ele sempre está envolvido. Afinal de contas, os defeitos e fragilidades dos personagens da Marvel sempre foram seus pontos principais, o que faz com que as pessoas se identifiquem com eles.

Quarteto Fantástico – Tim Story

Fantastic-Four-2005-poster

“Um desastre atinge uma nave espacial, fazendo com que seus quatro tripulantes sofram modificações em seu organismo de forma a ganharem poderes especiais. Reed Richards (Ioan Gruffudd), o líder do grupo, passa a ter a capacidade de esticar seu corpo feito borracha. Sue Storm (Jessica Alba), sua ex-namorada, ganha poderes que a permitem ficar invisível e criar campos de força. Johnny Storm (Chris Evans), irmão de Sue, pode aumentar o calor do seu corpo, enquanto que Ben Grimm (Michael Chiklis) tem seu corpo transformado em pedra e ganha uma força sobre-humana. Ao retornar à Terra após o acidente logo os novos poderes começam a se manifestar, fazendo com que todos tenham que se adaptar a eles e também à condição de celebridades que os poderes lhes trazem.”

Filme muito, muito fraco. Sofrível! Nem tenho o que falar! Passo.

Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 – Francis Lawrence

mockingjay-part-1-image-6

“Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) encontra-se no Distrito 13 depois de ter literalmente acabado com os jogos para sempre. Sob a liderança da Presidenta Coin (Julianne Moore) e seguindo os conselhos de seus amigos de confiança, Katniss abre suas asas tanto quanto luta para salvar Peeta (Josh Hutcherson) e toda uma nação movida por sua coragem.”

Começa o filme sobre o meu livro favorito da série Jogos Vorazes. Apesar de Em Chamas ser muito bom, gosto demais de A Esperança. Saindo da arena, podemos ter uma visão melhor dos personagens. Os traumas de Katniss, a bondade de Peeta. E partimos, especialmente, para a luta política. Todos os truques para conseguir o apoio popular. Simplesmente incrível! O filme é muito bom, apesar de não conseguir passar toda a intensidade do livro.

Chef – Jon Favreau

chefmovie_poster

“Depois de perder seu emprego como chef em um famoso restaurante de Los Angeles, Carl (Jon Favreau), para a surpresa de todos, compra um trailer e passa a fazer e vender comida pelas ruas. Cozinhando e conhecendo pessoas, ele redescobre o amor, o entusiasmo pela vida e como a gastronomia pode ser apaixonante.”

Sou até suspeita para falar sobre um filme que tem a paixão pela culinária como mote principal! Amei, amei, amei! Leve e despretensioso. Vontade de viajar naquele food truck agora!

Books

#Resenha: It – A Coisa, Stephen King

Continuando minha maratona de livros do Stephen King, terminei de ler, na semana passada, It – A Coisa. Já tinha ouvido falar muito bem do livro, que é considerado um dos mais assustadores do autor, junto com O Iluminado e O Cemitério. O que em si já me animou bastante.

Capa_It - A coisa.indd

O livro conta a história de sete pessoas, amigos de infância, que no passado fizeram uma promessa, quando tinham entre 12 e 13 anos. O tempo passou e seis destas crianças deixaram sua cidade natal, Derry, no Maine e prosperaram muito em suas carreiras. William (Billy) Denbrough virou um escritor de livros de terror de grande sucesso e começou até a escrever os roteiros de filmes baseados em suas obras. Richard Tozier é um comediante famoso, com seu próprio programa de rádio e é conhecido como o Homem de Mil Vozes, Bem Hanscom é considerado um gênio da arquitetura. Beverly Rogan é uma estilista extremamente requisitada. Eddie Kaspbrak é dono de um bem-sucedido negócio de limusines e Stanley Uris é um contador que prosperou mesmo no momento de maior crise econômica. Ao contrário de seus amigos, Michael Hanlon permaneceu em Derry e tem uma vida bem humilde, trabalhando como bibliotecário.

stephen_king__s_it__sketch_by_willman1701

Mas a vida nem sempre foi fácil para este grupo. Quando eram crianças, eram os rejeitados da escola, Os Otários. Ben era o garoto gordinho, Beverly, a menina pobre, Richie, nunca conseguia manter a boca fechada, Eddie era um garoto doente, com constantes ataques de asma e uma mãe controladora, Stan, o garoto judeu, Mike, o único menino negro da escola e Billy era gago. Por isso, eram vítimas constantes de garotos maiores, com uma grande inclinação para a maldade. Os piores eram o grupo de Henry, Victor e Arroto. Em determinado momento, os ataques começaram a ficar bem mais violentos, cruzando a linha entre a implicância e virando um ódio mortal.

Pennywise-stephen-kings-it-32853964-1280-713

No meio de tudo isto, se encontra Derry. Esta pequena cidade é cercada por uma aura de maldade. Sua história é repleta de acontecimentos bizarros, desaparecimentos de crianças e assassinatos brutais. De 30 em 30 anos, ondas de violência tomam a cidade de assalto, sempre culminando com grandes tragédias. E depois que George, o irmão de Billy é assassinado, em 1957, o grupo de sete amigos começa a se formar e irá acabar enfrentando a coisa que aterroriza a cidade. Cada um deles possui uma história com esta entidade maligna. E isto forma um forte laço entre eles.

stephen-king-it

A história começa realmente quando Mike Hanlon, que ficou na cidade como sentinela, tem que tomar a difícil decisão de chamar seus amigos de volta a Derry, pois a Coisa não morreu quando a enfrentaram na infância. Muito pelo contrário, os ataques recomeçaram.

nerdinlove.tumblr

O início do livro se divide em capítulos que contam a história de cada um de seus personagens, começando com sua vida atual, longe de Derry. Quando recebem a ligação de Mike, eles começam a se lembrar de sua infância. Até então as memórias do que aconteceu em sua cidade natal haviam sido completamente apagadas e no decorrer do livro, somos levados a conhecer os detalhes do passado conforme as lembranças dos personagens vêm à tona. Um recurso narrativo muito inteligente, que ajuda a esconder o grande mistério até o final. A construção dos personagens é extremamente bem feita e King consegue trazer temas muito importantes em suas histórias, como abuso infantil e violência contra a mulher.

line9-20-1

Minhas partes preferidas do livro são quando conhecemos mais sobre a história de Derry e as tragédias que já aconteceram. Nestes momentos, o autor chega a seu potencial máximo, nos mostrando extremos de maldade realmente apavorantes.

It é um livro muito bem construído, excelente. Não me causou medo como O Iluminado, mas um incômodo profundo ao retratar tanto ódio e loucura.

stephen_king.png

Leitura obrigatória para os fãs de Stephen King!

Assisti o telefilme, de 1990, It, Uma Obra-Prima do Medo. Infelizmente, de obra-prima só possui o nome. O filme, apesar de não ser tão antigo, é extremamente datado. Os efeitos são ruins e a história de alguns personagens foi muito modificada, certamente para atender à classificação etária. Haverá uma adaptação nova e espero que faça jus ao livro.

Stephen-King-s-It-stephen-kings-it-20711159-1000-1331