Browsing Category

Books #Friday3thBooks

Books, Books #Friday3thBooks, Filmes

#Fridat13thBooks: Horror em Amityville – Jay Anson

Mais uma sexta-feira 13!!! Portanto, é dia de dicas de livros e filmes com o clima sombrio da data! Para esta resenha escolhi um dos livros mais perturbadores que já li: Horror em Amityville.

O livro de Jay Anson, foi publicado em 1977. Além de grande sucesso de vendas, teve várias adaptações para o cinema. O livro conta a história da família Lutz. George e Kathleen haviam acabado de se casar e ele se tornara padrasto de seus três filhos de um relacionamento anterior. Eles começaram, então, a procurar uma casa que fosse grande o suficiente para acomodá-los e também para sediar a empresa de George. Depois de uma busca exaustiva, sem nenhum resultado, uma corretora os levou para conhecer uma casa que não estava nas ofertas imobiliárias dos jornais. E, foi assim que eles chegaram à casa 112, da Ocean Avenue, em Amityville – uma verdadeira mansão, que tinha até mesmo um abrigo para barcos. Qual não foi a surpresa do casal quando descobriram que aquela casa estava sendo vendida por apenas 80 mil dólares, valor muito abaixo ao do mercado. Claro que deveria haver algum problema. Eles só não podiam imaginar qual! Foi aí que a corretora, sem mais rodeios, contou que essa era a casa da família DeFeo.

Amityville by Doug Kerr

Em 1974, Ronald DeFeo Jr havia assassinado brutalmente seu pai, sua mãe e seus quatro irmãos, com uma espingarda. Em seu julgamento, ele alegara insanidade, dizendo que ouvia vozes ordenando que ele matasse sua família. A despeito dos esforços de sua defesa, DeFeo foi condenado à prisão perpétua. O caso teve ampla divulgação e a casa ficara “marcada”. Isto explicava algo estranho que George notara ao chegarem na casa: todas as venezianas das janelas vizinhas que se abriam para o número 112 estavam fechadas, enquanto as que davam para a frente das casas estavam abertas!

convict

Apesar de estar acima de seu orçamento, os Lutz se apaixonaram pela casa! E pouca importância deram à sua história. No dia 18 de dezembro de 1975, eles se mudaram definitivamente para a Ocean Avenue. Onde morariam por apenas 28 dias, até fugirem aterrorizados.

image010

Desde o primeiro dia de sua estadia na casa, coisas muito estranhas começaram a acontecer. O primeiro a pressentir foi o Padre Mancuso, amigo pessoal dos Lutz, que foi convidado para benzer a casa.

“Foi com apreensão que o padre Mancuso percorreu os poucos quilômetros que o separavam de Amityville. Sentia que o que o preocupava não era o fato de ir à casa dos DeFeos, mas uma outra coisa … Passava de uma e meia quando chegou ao seu destino. A entrada da casa dos Lutz estava tão cheia de carros que foi obrigado a estacionar o seu velho Vega azul na rua. Notou com prazer que a casa era imensa. Que bom que George tinha podido oferecer a Kathy e às crianças um lar tão confortável! O padre retirou os objetos do culto do carro, vestiu a estola, apanhou a água benta e entrou na casa para dar início à bênção. Mas quando começou a proferir as palavras do ritual aspergindo a água benta, ouviu uma voz masculina ordenar com assustadora clareza: “Saia!” Chocado, ergueu a cabeça e rodou nos calcanhares, os olhos arregalados de espanto. A ordem viera de um ponto, bem atrás dele, mas não havia ninguém na sala. Quem quer que tivesse dito aquilo, não estava à vista.”

O padre passaria por uma viagem terrível voltando para sua casa. O que o deixou ainda mais apreensivo sobre a nova casa de seus amigos. Este era apenas o começo da longa sucessão de fatos estranhos que iriam acontecer com a família Lutz. Desde batidas estranhas todos os dias às 3:15h, o frio dentro da casa que não passava, mesmo com termostato no máximo, o amigo imaginário da filha de Kathy, até a mudança de comportamento da família.

George e Kathy Lutz

George e Kathy Lutz

O suspense é crescente na história e a gravidade dos acontecimentos piora a cada instante. Junte-se a isso as descobertas que a família faz sobre a história da casa, que vão muito além dos DeFeo. A história vai lhe prender do início ao fim!

Tudo no livro é ainda mais intenso, pois é baseado em fatos reais. A casa 112 da Ocean Avenue, ainda existe. Inclusive pode ser vista pelo Google Street View! O caso DeFeo aconteceu exatamente como descrito e o livro inicia-se com fragmentos de jornal sobre a família Lutz.

“Amityville: dia 23 de dezembro, George e Kathleen Lutz compraram a casa onde os seis membros da família de Ronald DeFeo tinham sido friamente mortos à bala no ano anterior, mudando-se para lá pouco tempo depois. Dali a …. dias, eles abandonaram a casa, deixando toda a mobília. E disseram aos amigos e vizinhos que a casa era assombrada…”

– Newsday, 14 de fevereiro de 1976

“Palavras de Gerard Sullivan, promotor adjunto de Suffolk. Referindo-se aos Lutz: ‘Eles parecem estar verdadeiramente aterrorizados e intimidados.’ “

– Daily News, de Nova York.14 de fevereiro

“Lutz disse que fenômenos psíquicos que não podia descrever persuadiram-no e a sua família a deixar subitamente a casa por motivos de segurança pessoal… ele afirma que não ficaria outra noite naquela casa…”

– Newsday, 12 de fevereiro

“Fenômenos como os que este livro descreve realmente acontecem – e a pessoas e famílias comuns, que não são nem exibicionistas nem ávidas de atenção. Aqueles, que já estiveram envolvidos em investigações psíquicas poderão verificar que o caso não é atípico.”

– extraído do prefácio do reverendo John Nicola

Claro que a veracidade da história dos Lutz é amplamente confrontada, mas isso não tira nenhum mérito do livro. Muito pelo contrário! Uma leitura imperdível para os amantes do terror!

rZHdqFaKU6FuSCfchnyjm8nMjrd

Ah, e temos também as adaptações para o cinema. Segue uma lista dos filmes já feitos:

  • The Amityville Horror, de 1979.
  • Amityville II: The Possession, de 1982.
  • Amityville 3-D, de 1983.
  • Amityville: The Evil Escapes, de 1989.
  • The Amityville Curse, de 1990.
  • Amityville: It’s About Time, de 1992.
  • Amityville: A New Generation, de 1993
  • Amityville Dollhouse: Evil Never Dies, de 1996.
  • The Amityville Horror, de 2005.

Dentre estes, destaca-se Amityville II: The Possession, que concentra-se na história dos DeFeo e na refilmagem de 2005, The Amityville Horror, no DVD, temos um documentário sensacional sobre o caso. E será lançado, em 2015, um novo filme da franquia – Amityville: The Awakening. Confira o trailer:

Books, Books #Friday3thBooks

#Friday13thBooks – Helter Skelter e Manson

Fato 1: Muito amor por 6º feiras 13! Filmes de terror passando na TV e climão!!!

Fato 2: A história dos assassinatos Tate-LaBianca é muito impressionante e Helter Skelter é um livro sensacional!

Conclusão: Dia perfeito para iniciar o blog!

“When I get to the bottom I go back to the top of the slide 
Where I stop and I turn and I go for a ride
Till I get to the bottom and I see you again. 

                                                                Helter Skelter – Beatles

 2015-02-13 13.14

Ano passado, assistindo ao canal da Tati Feltrin, descobri o livro Helter Skelter, escrito pelo promotor dos casos Tate-LaBianca Vincent Bugliosi, em parceria com Curty Gentry. O livro já me chamou a atenção de cara por ser escrito por alguém que realmente presenciou todo o desenrolar do caso, que teve acesso a todas as evidências e contato com todos os envolvidos.

Sobre o caso:

Na noite de 9 de agosto de 1969, Sharon Tate, esposa de Roman Polanski, e outras quatro pessoas – Jay Sebring, Abigail Folger, Wojciech Frykowski e Steven Parent – foram assassinadas na casa da atriz na Cielo Drive. O caso teve enorme repercussão, principalmente devido a notoriedade das vítimas, como Sharon, que estava grávida de 8,5 meses, Jay Sebring, cabelereiro das principais estrelas de Hollywood e Abigail Folger, herdeira do Café Folger, e também pelos aspectos macabros da cena do crime, com muitas características ritualísticas e crueldade inacreditável.

Sharon Tate

Sharon Tate

Mas, a história não termina por aí e a população Los Angeles assiste chocada a notícia de que outro assassinato havia acontecido na noite do dia 10 de agosto. Desta vez, as vítimas são um casal de classe média alta, Leno e Rosemary LaBianca. Mortos em sua casa, na Waverly Street. Outra cena bizarra! Mas, desta vez, a proximidade destas vítimas, pessoas comuns, traz um medo ainda maior à população. Ninguém estava seguro!

Sharon Tate, Jay Sebring, Abigail Folger, Wojciech Frykowski, Steven Parent, Rosemary e Leno LaBianca.

Sharon Tate, Jay Sebring, Abigail Folger, Wojciech Frykowski, Steven Parent, Rosemary e Leno LaBianca.

A investigação toda teve grandes impasses. Durante meses, os casos não foram conectados, apesar de terem elementos absolutamente semelhantes, como as palavras escritas com o sangue das vítimas nas paredes. Provas foram corrompidas e evidências, como a arma do crime, levaram meses para serem encontradas, por falta de comunicação entre os departamentos. Somente em novembro, o caso começaria a ser desvendado. Entram em cena, então, a Família Manson e seu guru, Charles Manson – um dos personagens mais bizarros e populares da história.

Charles Manson

Charles Manson

O caso causou uma comoção sem igual! Jovens “hippies”, normais e bonitos, que poderiam ser seus vizinhos, boys and girls next door, completamente controlados por um mentor, ao ponto de matar pessoas completamente desconhecidas e sem apresentar nenhum pingo de remorso, inclusive dispostos a levar toda a culpa por ele. O poder de Charles Manson vai muito além disso. Performances intensas no tribunal, seguidores fiéis, que acampam em frente ao tribunal em protesto, entrevistas na Rolling Stones, uma filosofia baseada em músicas dos Beatles e Apocalipse – elementos que o fazem virar um ícone cultural, com centenas de jovens se identificando e até mesmo abandonando tudo para virar parte da Família.

Susan Atkins, Patricia Krenwinkel e Leslie Van Houten.

Susan Atkins, Patricia Krenwinkel e Leslie Van Houten.

O livro é sensacional, Bugliosi nos leva através da história, primeiro pela investigação da polícia e depois seguindo todos os seus passos ao ser chamado para ser o promotor do caso. Temos acesso a provas que não foram admissíveis no julgamento, dezenas de depoimentos e casos provavelmente interligados. O julgamento em si, desde a luta para provar uma teoria tão inacreditável sobre o motivo dos assassinatos, como condenar Charles, sendo que ele não estava presente enquanto os crimes foram cometidos, as ameaças da família e as mortes durante o julgamento, são impressionantes. São quase 700 páginas, mas passa em um minuto.

2015-02-13 13.13

 

A biografia de Charles Manson – Manson, de Jeff Gunn, publicada pela Darkside Books, nos leva a fundo em sua vida, desde a história conturbada de sua mãe, seus traumas de infância, até suas diversas passagens por reformatórios e prisões. Tudo isto, nos mostra melhor, como ele desenvolveu um poder de persuasão tão grande. Quais suas influências, suas motivações, suas ambições tão grandes e despedaçadas. Mas, nada que justifique suas ações! O livro traz uma descrição incrível da sociedade na época. Todos os eventos e tensões sociais que a permeavam e como tudo isso criou um ambiente perfeito para um homem com suas habilidades de convencimento. Como o próprio autor diz: “Charles Manson sempre foi o homem errado no lugar certo e na hora certa”. O capítulo Berkeley e o Haight já valeriam a leitura toda. Diferente de Helter Skelter, Manson conta a história de maneira linear e não se preocupa em ser ater somente aos fatos devidamente comprovados, como, por exemplo, a parte em que menciona que Charles teria ido à casa de Sharon Tate, depois do crime, durante a madrugada, para organizar como ele queria. Um fato que não tem testemunhas oculares, nem evidências físicas. Mas que faz sentido!

 MANSON

Fica a sugestão de dois livros excepcionais sobre uma história tão assustadora, com personagens tão notórios, que não envelhece jamais!

Nota do blog:

  • Helter Skelter – 05/05
  • Manson – 04/05

tumblr_n5ma9hITJd1tpppzvo1_1280

P.S.: Assistam ao filme Helter Skelter (2004), dirigido por John Gray. Sensacional! Susan Atkins do filme me mata de medo!!!! O documentário The Manson Women também vale muito a pena!

Manson Family

Manson Family