All Posts By

priscilabale

Books, Clássicos

#Resenha: Madame Bovary – Gustave Flaubert

Madame Bovary foi publicado em 1857 e causou uma grande comoção, para não dizer escândalo! Seu autor inclusive enfrentou um processo: foi acusado de ofender a moral e a religião. Um dos primeiros romances da escola realista, o livro critica abertamente o período que o antecedeu, o romantismo, além de, através de um de seus personagens, fazer críticas pesadas ao catolicismo.

Madame_Bovary

A história começa contando sobre a vida de Charles Bovary, um menino não excepcionalmente inteligente e pobre, que através de grande esforço, se torna médico. Charles não é um homem com grandes ambições ou aventureiro, a única que deseja é levar uma vida tranquila, com a família que criar. Ele se casa com uma viúva, mas não é apaixonado por ela. Em uma de suas visitas, para tratar um paciente, conhece sua filha, Emma e logo se encanta. Emma parece ser tudo que um homem poderia querer, educada em um colégio católico, toca piano e, desde que sua mãe faleceu, dirige a casa para seu pai. Quando a esposa de Charles morre, a decisão de casar-se com Emma vem naturalmente.

Logo depois de se casarem, Emma começa a se ressentir de sua vida pacata. Leitora assídua de grandes romances, não consegue enxergar em sua vida as grandes paixões que achou que viveria. Tudo isto culmina quando vai à um baile, em um castelo. Lá ela dança com um visconde, vê as pessoas tão bem vestidas e a casa que ela sempre desejou. Depois de tudo isto, voltar para seu cotidiano se torna insuportável para ela, que de esposa modelo, passa a não ligar mais para seus deveres.

6a00d83467174c53ef0134877491ec970c

Charles é completamente devotado a Emma e acredita que ela esteja doente, sofrendo dos nervos. Neste momento, ele recebe uma proposta de trabalho irrecusável. Um pequeno vilarejo que está sem médico. Esta é uma oportunidade para que ele cresça profissionalmente e também para proporcionar uma mudança de ares para Emma, que está grávida.

Ao chegar em seu novo lar, em uma pequena cidade, Emma conhece Léon Dupuis, o escrevente da cidade. Léon e Emma logo estabelecem uma conexão muito forte, apaixonados por arte e literatura, acabam se apaixonando. Mas Léon tem medo de se declarar e ser rejeitado, pois vê Emma como a mulher perfeita, sem vícios. Emma, por sua vez, se sentindo intensamente culpada por seus sentimentos, passa a se esforçar para ser a mulher mais virtuosa que poderia. O rapaz então resolve ir para Paris, para esquecer seu amor, que ele julga não correspondido.

Emma fica profundamente deprimida com sua partida. Nada em sua vida é como ela idealizou, nem mesmo sente grande afeição por sua filha. E quando ela conhece Rodolphe, um homem rico da região, que faz de tudo para conquistá-la, ela acaba cedendo. Mas Rodolphe não está realmente apaixonado por ela, apenas aprecia a conquista.

bovarie

Ao decorrer da história, Emma acaba ficando a cada dia mais cínica e infeliz. Afundando em dívidas e em mentiras. Mas esta tristeza também é idealizada por ela, que sempre se considera uma grande vítima do destino.

Apesar de ser bem difícil gostar de Emma, por seu egoísmo e sua arrogância, há um grande teor feminista em sua personagem, que faz com que possamos nos identificar com ela. Ao descobrir que estava grávida, por exemplo, Emma deseja que seu bebê seja um menino, pois um homem pode criar seu próprio destino, não precisa se submeter as mesmas regras que a sociedade impõe às mulheres.

Madame Bovary atravessa séculos e continua extremamente atual, pois trata de grandes temas universais. Até mesmo a crítica feita por Flaubert aos romances lidos pela protagonista, que a levam a desejar uma vida completamente idealizada, podemos trazer para nossa realidade, onde a exposição às redes sociais muitas vezes tem o mesmo efeito sobre nós, nos fazendo acreditar que a vida das outras pessoas é muito mais feliz do que a nossa.

Uma leitura deliciosa (a escrita de Flaubert é primorosa) e que vai lhe fazer parar para pensar em diversos assuntos polêmicos e necessários.

madame-bovary-lendo

Books

#Resenha: The Stranger Beside Me – Ann Rule

Theodore Robert Cowell, a.k.a. Ted Bundy foi um dos mais temidos serial killers da história. Estima-se que tenha matado pelo menos 35 mulheres, no período entre 1974 e 1978, em diversos estados dos EUA. Foi condenado por seus crimes à pena de morte e executado na Flórida, em 24 de janeiro de 1989. Sua história alcançou imensa repercussão e foi contada em diversos livros. Mas o que realmente se destacou foi The Stranger Beside Me, escrito por Ann Rule, na época uma ex-policial de meia idade, que acabara de passar por um divórcio e sustentava sua família escrevendo artigos sobre crimes. Até aí, nada demais. Ann foi contratada para escrever um livro sobre a série de assassinatos que assolou Washington, em 1974. O que ninguém poderia prever era que ela conhecia o assassino. Na verdade, era um amigo que havia sido bem próximo à ela: Ted Bundy.

maxresdefault (1)

Ted nasceu em 1946, em Vermont. Sua mãe, Eleanor Louise Cowell, era muito jovem e solteira. A identidade de seu pai nunca foi revelada. Na época, para evitar um grande escândalo, Louise foi para Vermont ter seu filho e ele foi criado como seu irmão, em seus primeiros anos de vida. Posteriormente, Louise deixaria a casa de seus pais e se mudaria com Ted para Tacoma, onde conheceria seu futuro marido, Johnny Culpepper Bundy, que daria o sobrenome para seu filho.

Apesar de sempre ter mencionado uma infância feliz, quando vivia com seus avós, e sempre ter tido seu avô como um verdadeiro modelo, foi revelado depois de seu julgamento que seu avô era na verdade um homem violento e preconceituoso, que aterrorizava sua família.

Ted foi um menino tímido na escola, mas ao alcançar a faculdade, começou a desabrochar. Muito inteligente, carismático e bonito, logo começou a chamar a atenção de seus professores. Mas ainda não tinha determinação suficiente para alcançar algo palpável. Em 1967, aos 21 anos, se apaixonou pela primeira vez por Leslie Holland, conhecida pelo pseudônimo do livro Stephanie Brooks, uma garota de cabelos castanhos, repartidos ao meio, inteligente, bonita e rica. Apesar de Ted estar completamente apaixonado e acreditar que ela era a mulher ideal, Stephanie não via de maneira tão intensa seu relacionamento e, ao se mudar para começar sua carreira, resolveu terminar seu relacionamento com Ted, por não acreditar que ele tinha uma perspectiva definida.

58B

O fim de seu relacionamento mexeu intensamente com Bundy, que sempre tivera complexos sobre seu valor e como as mulheres que ele admirava o enxergavam. Em 1969, ele finalmente resolve esclarecer suas dúvidas sobre seus verdadeiros pais e, apesar de já saber da verdade, ter em mãos sua certidão de nascimento é devastador.

Ted, então, resolve colocar em ação um plano para reconquistar Stephanie, mesmo tendo conhecido e se envolvido, neste meio tempo, com Meg Anders, a.k.a. Elizabeth Kloepfer, uma jovem recém-divorciada, com uma filha, que ficaria ao lado de Bundy até tempos depois de sua prisão. Bundy começa sua carreira política, auxiliando na campanha de reeleição do governador Daniel J. Evans e continua seus estudos, na esperança de entrar para a faculdade de Direito.

Em 1973, Bundy entra para a faculdade de Direito e encontra-se com Stephanie. Impressionada com sua mudança, ela se apaixona por Bundy e quando em um encontro com amigos, ele diz que estão noivos, ela aceita com facilidade. Mas, assim que consegue seu objetivo, Ted se torna frio e distante e abandona Stephanie. Neste momento, começam as mortes e ataques em Washington. As vítimas seguem um mesmo padrão, mulheres jovens, bonitas e inteligentes, em sua maioria com cabelos castanhos, usados repartidos ao meio.

Os assassinatos seguiriam Bundy pelos vários estados por que passou ou morou. Após ser finalmente identificado, Ted é inicialmente condenado apenas pela tentativa de sequestro de Carol DaRonch, vítima que saiu ilesa de seu ataque, pois apesar dos inúmeros assassinatos, Bundy era incrivelmente cuidadoso. Nada era encontrado nas cenas de crime e muitas vezes parecia impossível a forma como suas vítimas apenas desapareciam sem deixar rastros, em um curto espaço de tempo.

Carol-DaRonch-Gericht

Carol DaRonch

Mas Bundy era acusado de assassinatos no Colorado, para onde foi transferido para aguardar julgamento. E é no Colorado que Bundy tenta fugir pela primeira vez. Ao requisitar a oportunidade de ser seu próprio advogado, Ted ganha acesso à biblioteca para preparar sua defesa e escapa p ela primeira vez, ficando foragido por uma semana. Após ser encontrado e voltar para a prisão, Ted começa a pensar em um plano superior e em 30 de dezembro de 1977, consegue finalmente escapar da prisão. Sua fuga só seria percebida no dia 31, quando Ted já estava a caminho de seu novo destino, Tallahassee, Flórida.

bundy-wanted-poster2

Apesar de sua intenção de um novo começo, ao chegar na Flórida, evitando qualquer problema que o levasse de novo para a cadeia, Ted não consegue ficar muito tempo inativo e dá início há alguns de seus mais terríveis crimes, como o ataque na casa da fraternidade Chi Omega. É preso, novamente, em 12 de fevereiro. Ironicamente, Ted fugiu para o pior lugar que poderia ter escolhido, um estado que havia condenado vários assassinos à pena de morte.

ted203

Ann havia conhecido Ted, em 1971, quando trabalharam juntos em um centro de controle de crises, em Seattle. Os dois trabalhavam sozinhos, de madrugada e ela nunca se sentiu insegura ao lado dele. Pelo contrário, ele fazia questão de acompanha-la até seu carro, para que não houvesse nenhum perigo. Ele foi um grande amigo para ela nos momentos difíceis que passou, no período de sua separação.

20-ann-rule

Ann Rule

Apesar de ter visto a semelhança de Ted com o retrato falado do assassino e de ter até mesmo dado esta dica aos investigadores, Ann não acreditava que seu amigo Ted fosse realmente o assassino e quando ele ligou para ela de Salt Lake City, antes de seu primeiro julgamento, para que ela sondasse os policiais de Washington sobre as queixas contra ele, Ann não sabia da gravidade e extensão das acusações que enfrentava.

Em seu livro, Ann nos conta sobre todo seu relacionamento com Ted, suas dúvidas e até mesmo a dificuldade em aceitar sua culpa. Mesmo sabendo de seu contrato para escrever um livro sobre os assassinatos, Ted continuou a escrever e ligar para Ann, até seu julgamento na Flórida. Após sua condenação e a publicação de The Stranger Beside Me, o relacionamento entre os dois passou a quase nada. Algumas cartas, no início bem ressentidas de Ted, que acreditava, talvez, que ela o descreveria como inocente, o que é claro ela não fez. Mas tudo indica que ele a perdoou posteriormente.

quote-there-is-an-odd-synchronicity-in-the-way-parallel-lives-veer-to-touch-one-another-change-ann-rule-79-48-97

O livro é muito bom! Tem uma perspectiva completamente diferente das outras publicações de True Crime, por este relacionamento entre escritor e criminoso. Ann nos leva a ter também um relacionamento com Ted, através de suas experiências com ele, boas e más. Podemos ver o grande conflito em que ela se encontrou, entre sua lealdade com ele e o horror que seus crimes lhe causaram. Realmente, único!

O livro traz vários capítulos posteriores, com informações sobre recursos que os advogados de Bundy interpuseram, especialmente para adiar sua morte e também com novas descobertas sobre seus crimes, como os indícios de necrofilia e relatos de mulheres que acreditavam ter escapado dele. Alguns destes capítulos são realmente necessários e interessantes. Mas conforme os anos vão se passando e novos adendos são inseridos, acabam ficando bem cansativos, o que culmina no prólogo da edição que li, um capítulo escrito pela filha de Ann Rule, que na minha opinião foi completamente desnecessário.

BUNDY_TED38

Books

#Resenha: Gelo Negro – Becca Fitzpatrick

Quando li a sinopse deste livro, fiquei muito empolgada. Dá só uma olhada:

“Gelo Negro – Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton, um lugar cheio de mistérios. Antes mesmo de chegar à cabana nas montanhas, ela e a melhor amiga, Korbie, enfrentam uma nevasca avassaladora e são obrigadas a abandonar o carro e procurar ajuda. As duas acabam sendo acolhidas por dois homens atraentes e imaginam que estão em segurança. Os homens, porém, são criminosos foragidos e as fazem reféns. Para sobreviver, Britt precisará enfrentar o frio e a neve para guiar os sequestradores para fora das montanhas. Durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, um homem se mostra mais um aliado do que um inimigo, e Britt acaba se deixando envolver. Será que ela pode confiar nele? Sua vida dependerá dessa resposta.”untitled

Já quis ler na hora e passei na frente de vários da minha lista de próximas leituras, mas… Acabei gostando bem pouco! Uma pena falar isso de um livro da Becca Fitzpatrick, pois, apesar de ser outro gênero, gostei muito dos livros da série Hush, hush!

hush-hush

Mas, nossa, este livro me incomodou demais! Principalmente, a protagonista Britt. De cara ela já começa inventando um namorado falso para o ex. Roubando os CDs dele para se vingar. Coisa de criança, praticamente. O livro tenta o tempo inteiro mostrar que ela não é mais a menina mimada e dependente, que ela mesma diz ter sido, mas não convence em nenhum momento. Fora que ela é muito lenta pra enxergar o que está bem na cara. Toda a trama do sequestro, do perigo, o ambiente que por si só já era hostil, foram bem pouco trabalhados.

A parte mais legal da trama, que poderia ter dado muito certo, os desaparecimentos das garotas, antes da Britt, nas montanhas e a mente do assassino foram praticamente não explorados. O prólogo do livro, que aborda esta parte, é de longe mil vezes melhor que o resto todo. O que deveria ser um livro de suspense, virou só um romance meia boca! E olha que não tenho nada contra um bom romance, interessante e bem desenvolvido. Mas este não era nada disso!

Um pena!!!

Books

#Resenha: O Demonologista – Andrew Pyper

Resenha mega atrasada… Mas, vamos lá! Terminei de ler há algumas semanas O Demonologista, de Andrew Pyper. Lançamento da Darkside Books! Além da edição maravilhosa, praticamente um item de colecionador, o livro é uma delícia. Impossível parar de ler, tanto que terminei em dois dias.

demonologista_darkside_books-2

“Parada às margens de um rio em chamas. Milhares de marimbondos em minha cabeça. Brigando e morrendo dentro do meu crânio, seus corpos se amontoando por trás dos meus olhos. Picando e picando. (…) O rio é a divisa entre este lugar e o Outro Lugar. E eu estou do lado errado.”

David Ullman é professor do Departamento de Inglês da Universidade de Columbia e especialista em mitologia e narrativa religiosa judaico-cristã. Sua tese, que lhe garantiu destaque, é o estudo de Paraíso Perdido, de Milton. Um poema épico, que no fundo demonstra simpatia por Lúcifer e os demais anjos caídos.

“A mente é onde elas habitam, e nela

Podemos fazer do inferno um paraíso, do paraíso um inferno.”

PARADISE_LOST

David possui uma relação complicada com sua esposa. Já que, desde muito novo, sempre foi distante, melancólico. Apesar de não chamar de depressão, mas apenas como algo que tira o brilho de suas emoções.

“Meu mal é mais uma presença indefinível que uma ausência que esgota todo o prazer. A sensação de que tenho um companheiro invisível me seguindo diariamente, esperando por uma oportunidade, para conseguir um relacionamento mais próximo que aquele do qual já desfruta. (…) Seu único interesse consistia – e ainda consiste – em ser uma companhia melancólica, maligna em seu silêncio.”

Possui uma grande amiga O’Brien, que é uma das poucas pessoas que lhe trazem felicidade, junto com sua filha, Tess, que possui uma personalidade perigosamente similar a sua.

Em um dia comum, David é procurado por uma mulher misteriosa, que lhe convida para analisar um caso, em Veneza. Mas não lhe fornece nenhuma informação específica, nem sobre o caso, nem sobre seu empregador.

“Sua perícia é necessária para ajudar o meu cliente a entender um caso em andamento que seja do completo interesse dele. É por isso que estou aqui. Para convidar você, como consultor, para fornecer sua avaliação e observações profissionais, o que quer que você considere relevante para melhorar nossa compreensão do…” Ela se interrompe, parecendo procurar uma lista de palavras possíveis em sua mente, finalmente decidindo-se pela melhor de uma seleção inadequada. “Do fenômeno.” (…) “Por que você precisa de mim?”, eu me ouço dizendo, no entanto. “Há um bocado de professores de Inglês por aí.” “Mas poucos demonologistas.”

Paradise_Lost_1

Apesar de ter um mal pressentimento sobre esta viagem, David acaba decidindo ir com sua filha para Veneza, como uma tentativa de ter bons momentos com ela e diminuir o impacto de seus problemas familiares.

Mas depois de conhecer “o fenômeno”, ele imediatamente tem certeza que foi uma péssima decisão e que sua filha corre grande perigo.

Começa, então, uma corrida contra o tempo, para salvar sua filha. Mas como a decisão que tomar irá afetar não só a ele, mas toda a humanidade?

Um livro excelente!

O-Demonologista-Capa

Books

#Resenha: Vida Organizada – Thaís Godinho

Apesar de minha preferência ser por livros de ficção, me interessei muito pelo livro Vida Organizada, da blogueira Thaís Godinho. Há alguns meses, várias pessoas começaram a comentar sobre o livro e resolvi conhecer seu blog. Acabei gostando muito de suas dicas e, principalmente, de sua forma de ver a vida. Então, comprei o livro! E não me arrependo nem um pouco…

Thaís Godinho

Thaís Godinho

Costumo ser uma pessoa bem organizada. Não que tudo fique sempre bonitinho em um lugar, mas, geralmente, sei onde achar tudo que preciso. Mas, nos últimos tempos, a correria tomou conta e sinto falta de organizar melhor meu tempo. Esta foi minha grande motivação para ler o livro da Thaís.

capa vida organizada fim.indd

E logo no começo, ela já me conquistou, citando um amigo:

“Você não deveria ter uma vida organizada, mas uma vida simplificada.”

celebrate-a-simple-life-27447-1680x1050

Sensacional! Algo tão simples, mas que sempre nos escapa. Ainda neste mesmo capítulo, ela nos mostra a gravidade da situação:

“Porque não estamos mais decidindo entre assistir ao Big Brother ou estudar para a faculdade, mas entre ficar com o filho ou ir à um encontro profissional às 20h.”

O livro é cheio de dicas extremamente úteis, mas não é um manual do que deve ou não ser feito. Pelo contrário, mostra que temos que desenvolver nossos próprios métodos, o que funciona para nossa vida e aos que estão ao nosso redor. E, principalmente, nos motiva a tomar decisões mais acertadas e que liberem nossa vida de cargas excessivas.

quipple577

“Esqueça todos os preconceitos que você aprendeu, segundo os quais, para ser uma pessoa organizada, você precisa ser alguém perfeito e dar conta de tudo, absolutamente TUDO. Isso é ilusão. Ser organizado é fazer o suficiente para manter tudo sob controle – o que não é uma tarefa fácil.”

Livro excelente! E já testei algumas dicas no trabalho, que fizeram toda a diferença!

“Portanto, para qualquer coisa na vida que você julgue “dar trabalho”, pergunte-se primeiro qual é a sua motivação para fazer aquilo. Se não for suficiente, não vale a pena. Se for, não encare como trabalho, mas como parte de uma decisão pessoal tomada a fim de que todos à sua volta fiquem bem.”

simple-life-graphic

Books

#Resenha: Frida – Hayden Herrera

“A única coisa que sei é que eu pinto porque preciso, e pinto tudo que passa pela minha cabeça, sem levar nada mais em conta.”

Frida Kahlo

with2fridas

Desde que conheci a história de Frida Kahlo, passei a me interessar muito por ela e suas obras. Frida nasceu em 6 de julho de 1907, na cidade de Coyoacán, no México. Apesar de mais tarde afirmar que teria nascido no ano de 1910, ano do início da Revolução Mexicana. Filha de pai alemão e mãe mexicana, com descendência indígena. Quando tinha seis anos, contraiu poliomielite, que lhe deixou uma lesão na perna direita e passou nove meses confinada em sua casa. Neste momento, começava a tomar forma um traço importante de sua personalidade: conseguir enxergar a si mesma como outra pessoa. Uma amiga imaginária.

2012_10_30_12_29_291

“Eu devia ter seis anos quando senti intensamente a experiência de uma amizade imaginária com uma menininha mais ou menos da minha idade. Na janela de vidro do que à época era o meu quarto, e que dava para a rua Allende, eu bafejava no vidro e com o dedo desenhava uma “porta” […] [aqui Frida desenha a janela do quarto de sua infância]. Cheia de alegria e urgência, na minha imaginação eu saía por essa porta, atravessava toda a planície que via à minha frente até chegar à leiteria chamada “Pinzón”. […] Eu entrava pela letra “O” de Pinzón e descia apressadamente para o interior da terra, onde minha amiga imaginária estava sempre à minha espera. Não me lembro da imagem dela, nem da cor. Mas sei que ela era alegre — ela ria muito. Sem fazer barulho. Ela era ágil e dançava como se seu corpo não tivesse peso algum. Eu acompanhava todos os seus movimentos e, enquanto ela dançava, eu contava a ela todos os meus problemas secretos. Quais? Não me lembro. Mas só pela minha voz ela sabia tudo a meu respeito. […] Quando eu voltava para a janela, entrava pela mesma porta desenhada no vidro. Quando? Quanto tempo eu tinha passado com ela? Não sei. Podia ter sido um segundo ou milhares de anos. […] Eu estava feliz. Eu apagava a “porta” esfregando a mão no vidro e ela “desaparecia”. Eu corria com meu segredo e a minha felicidade para o canto mais afastado do pátio da minha casa, e sempre no mesmo lugar, sob um cedro, eu chorava e dava gargalhadas, surpresa de estar sozinha com a minha grande felicidade e com a lembrança tão nítida da minha menininha. Trinta e quatro anos se passaram desde que tive a experiência dessa amizade mágica e, toda vez que me lembro dela, ela torna a ganhar vida e fica cada vez maior dentro da minha cabeça.”

Este, infelizmente, não foi o único percalço na vida de Frida. Sempre inteligente e afrente das meninas de sua idade, Frida era uma das únicas mulheres a estudar na Escola Nacional Preparatória, onde se encontrava a nata intelectual do país. Foi neste momento, até então o seu auge, que ela sofreu um acidente que lhe traria consequências ao longo de toda a sua vida.

8+frida+kahlo+the+broken+column+c+1944

“Foi um daqueles acidentes que fazem uma pessoa, mesmo anos depois do fato, estremecer de horror. Envolveu a colisão entre um bonde e um precário ônibus de madeira, e transformou a vida de Frida Kahlo.”

“Pouco depois que entramos no ônibus houve a colisão. Antes disso, tínhamos subido em outro ônibus, mas como eu tinha perdido minha sombrinha, descemos para procurar e foi por isso que acabamos entrando no ônibus que me destruiu. O acidente aconteceu numa esquina em frente ao mercado de San Juan, exatamente em frente. O bonde veio se aproximando devagar, mas nosso motorista era jovem e nervoso. Quando o bonde fez a curva na esquina o ônibus foi prensado na parede. Eu era uma menina inteligente, mas muito pouco prática, apesar de toda a liberdade que eu tinha conquistado. Talvez por causa disso, não avaliei a situação nem o tipo de ferimento que eu tive. A primeira coisa em que pensei foi em um balero [brinquedo mexicano] com cores bonitas que eu tinha comprado naquele dia e que eu estava carregando comigo. Tentei procurar o brinquedo, achando que o que tinha acontecido não teria maiores consequências. É mentira que a pessoa tem consciência da batida, é mentira que a pessoa chora. Em mim não houve lágrimas. A colisão nos jogou para a frente e um corrimão de ferro me varou do mesmo jeito que uma espada rasga a carne do touro. Um homem me viu tendo uma tremenda hemorragia. Ele me carregou e me deitou em cima de uma mesa de bilhar até que a Cruz Vermelha chegasse.”

Uma barra de ferro atravessou o corpo de Frida, quebrando sua coluna em três lugares, a clavícula, terceira e quarta vértebras. Teve onze fraturas no pé direito, uma luxação no cotovelo esquerdo e sua pélvis se quebrou em três lugares. Além da lenta e dolorosa recuperação, cheia de cirurgias e imobilizações dolorosas, as lesões causadas pelo acidente impediram que Frida conseguisse ter filhos. Apesar de engravidar, sofreu sucessivos abortos.

museu-frida-kahlo-4

“Em suas cartas há notas de humor e alegria, mas que nunca conseguem abafar um refrão mais sombrio: No hay remedio — não há remédio. “É preciso suportar”, ela dizia. “Estou começando a me acostumar com o sofrimento.” A partir do acidente, a dor e a fortaleza tornaram-se temas centrais em sua vida.”

6155457899_3b52fdba28_b

Foi no período de sua recuperação que Frida começou a pintar. E para saber se deveria prosseguir em uma carreira de pintora, Frida recorreu à Diego Rivera para avaliar seus quadros. Diego já era um dos mais famosos artistas do México, um muralista extremamente talentoso. E se tornaria o grande amor da vida de Frida. Eles se casariam pouco depois e viveriam uma história de amor, admiração, traições e separações sem fim.

“Diego, houve dois grandes acidentes na minha vida: o bonde e você.”

frida

A biografia de Hayden Herrera é sensacional. Através de inúmeras cartas escritas pela própria Frida e pelos que estavam a sua volta, sua história é contada e podemos mergulhar fundo em seus sentimentos, a ponto de parecer que a conhecemos intimamente. Mas a parte mais fascinante é como toda a sua obra é dissecada, conectando-as aos momentos de sua vida, que por si só já seria extraordinária.

U

“É impossível separar a vida e a obra dessa pessoa singular. Suas pinturas são sua biografia.”

Frida é muito mais que um exemplo de superação. Seus ideais, o amor pelo seu povo e por seu país, suas convicções políticas e sua individualidade a tornam excepcional. Até mesmo suas roupas, seus trajes tehuanos, ela consegue transformar em arte.

Sua obra é despretensiosa, não se prende a nenhum estilo, somente retrata o que está no fundo de sua alma.

frida1-2

“Não estou doente. Estou destruída. Mas me sinto feliz por continuar viva, enquanto eu puder pintar.”

Livro imprescindível para todos os fãs de Frida!

frida02

“No meu corpo inteiro só existe um; e eu quero dois. Para haver dois deles precisam cortar um. É esse um que eu não tenho que eu preciso ter pra conseguir andar, o outro já estará morto! Pra mim, asas bastam. Que eles cortem, e eu voarei!”

F1.large

Books, Filmes

Concluindo: Maio/15

Antes tarde do que nunca: a conclusão de maio! Este mês foi especial para os filmes. Como a leitura de It foi demorada, acabei lendo menos do que pretendia. Vamos aos livros do mês, primeiramente!

1º Contato – Carl Sagan

contato

“Contato com extraterrestres não é sinônimo de homenzinhos verdes desembarcando de um disco voador. É muito mais: sinais captados num radiotelescópio podem conter mensagens capazes de nos fazer repensar toda a nossa concepção da vida e do Universo. Esse é o ponto de partida de Carl Sagan, que, aliando as tensões da melhor literatura ao conhecimento científico mais avançado, compõe um romance que pode provocar em nós todas as reações – menos a indiferença. Em Contato, o que está em jogo é o mundo tal como o conhecemos. Como quem faz uma aposta, Sagan nos convida a uma viagem assustadoramente fascinante pelo buraco negro que é a inteligência humana.”

Contato foi uma leitura arrastada para mim. Apesar de a história ser muito bem desenvolvida. A personagem principal é a Drª Ellie Arroway, que desde criança sempre se interessou pela ciência e mistérios do universo. Uma mente brilhante, após se formar, Ellie é convidada para administrar o Projeto Argus, onde dentre outros projetos, também procura sinais de vida fora da terra. Quando finalmente sinais começam a ser transmitidos por uma estrela, até então praticamente desconhecida, o mundo se volta para eles, esperando respostas. A mensagem transmitida gera inúmeras discussões e controvérsias políticas e religiosas. Minha expectativa era de mais ação. Mas, apesar de ser diferente do que imaginava, o livro é excelente! Com discussões muito válidas, especialmente referentes à fé.

2º Aura – Carlos Fuentes

91omNHYaPIL

Aura é um texto pequeno, mas extremamente envolvente. Quando o jovem historiador Felipe encontra um anúncio de jornal requisitando uma pessoa com exatamente suas qualificações e oferecendo um salário muito melhor do que o seu de professor, ele fica extremamente tentado e até assustado. Ao chegar na casa, conhece a Sra. Consuelo, que deseja que ele traduza e reúna as memórias de seu falecido marido. A casa em que ela vive permanece constantemente na escuridão e poucos detalhes seu olhar consegue captar. A decisão se torna complicada quando descobre que Consuelo pretende que ele more lá até que ele termine seu trabalho. Enquanto ele pensa se deve aceitar, conhece a outra moradora da casa, Aura, uma bela jovem, com penetrantes olhos verdes, como ele nunca havia visto igual. Neste momento, todas as suas dúvidas são esquecidas e ele resolve ficar. Mas as coisas vão se tornando mais confusas e estranhas a cada dia, dentro da escuridão em que vivem. Uma excelente história de suspense!

 3º  It –Stephen King

tumblr_n9snzsrmTv1qkl5tno8_1280

A maior leitura do mês! Mas um livro excelente, apesar de, na minha opinião, ter uma cena no final, dentro dos túneis, que somente serviu como shock value. Mas isto não desmerece em nada a história genialmente criada por King! Vale a pena ler!

Agora vamos aos filmes:

Frida – Julie Taymor

11176113_ori

“Frida Kahlo (Salma Hayek) foi um dos principais nomes da história artística do México. Conceituada e aclamada como pintora, ela teve também um casamento aberto com Diego Rivera (Alfred Molina), seu companheiro também nas artes, e ainda um controverso caso com o político Leon Trostky (Geoffrey Rush) e com várias outras mulheres.”

Filme simplesmente incrível! Me emocionei do começo ao fim com a história de Frida, apesar de já conhecer um pouco. Toda a parte estética do filme é extremamente bem feita, os atores são excelentes. Estou terminando o livro em que o filme se inspirou e farei um post especial!

Homem de Ferro 1, 2 e 3

1400308574-iron-man

Continuando a maratona Marvel que tinha começado quando assisti a Vingadores 2: A Era de Ultron, resolvi assistir aos três filmes do Homem de Ferro. Havia assistido somente o segundo filme e não gostava muito de Tony Stark. Tanto que demorou bastante até assistir aos demais. Mas esta má impressão se deve principalmente ao fato de não ter visto o início de sua história. No início do segundo filme, Tony é simplesmente um poço de arrogância e isto encobria suas qualidades pra mim. Gostei muito de assistir na sequência e, mesmo sendo bem mais fraco que os primeiros, não achei o terceiro filme ruim.

O Homem de Aço – Zack Snyder

Man-of-Steel

“Há anos enviado de Krypton, um avançado planeta alienígena, à Terra, Clark sofre com a derradeira questão: Por que estou aqui? Moldado pelos valores de seus pais adotivos, Martha e Jonathan Kent, Clark logo descobre que ter super-habilidades significa tomar decisões muito difíceis. Mas quando o mundo mais precisa de estabilidade, ele é atacado. E agora, suas habilidades serão usadas para manter a paz ou partir para um tudo ou nada?”

Mais um filme para a sessão super-heróis! Apesar de nunca ter sido meu preferido entre os títulos da DC, gostei deste filme sobre o super-homem. Gostei da construção da história e principalmente de ver a história de seus pais e de seu planeta natal. Achei ótimo também abordarem a desconfiança com que ele é tratado. Seria muito simplista mostrar a humanidade completamente aos seus pés, sem nenhuma dúvida de suas intenções. Ótimo gancho para Batman vs Superman.

X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido – Bryan Singer

x-men-dias-de-um-futuro-esquecido-de-bryan-singer.html

“A formação definitiva de X-Men luta uma guerra pela sobrevivência da espécie em dois períodos de tempo em “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”. Os amados personagens da trilogia “X-Men” original juntam-se aos seus eus jovens de “X-Men: Primeira Classe” em uma batalha épica que deve mudar o passado para salvar o futuro.”

Esta era uma continuação que estava ansiosa para assistir. Gostei muito da ideia de trabalhar duas épocas diferentes e da cooperação entre Magneto e Xavier no futuro. Outro ponto positivo foi mostrarem Xavier em seu pior momento, sem toda a aura de superioridade em que ele sempre está envolvido. Afinal de contas, os defeitos e fragilidades dos personagens da Marvel sempre foram seus pontos principais, o que faz com que as pessoas se identifiquem com eles.

Quarteto Fantástico – Tim Story

Fantastic-Four-2005-poster

“Um desastre atinge uma nave espacial, fazendo com que seus quatro tripulantes sofram modificações em seu organismo de forma a ganharem poderes especiais. Reed Richards (Ioan Gruffudd), o líder do grupo, passa a ter a capacidade de esticar seu corpo feito borracha. Sue Storm (Jessica Alba), sua ex-namorada, ganha poderes que a permitem ficar invisível e criar campos de força. Johnny Storm (Chris Evans), irmão de Sue, pode aumentar o calor do seu corpo, enquanto que Ben Grimm (Michael Chiklis) tem seu corpo transformado em pedra e ganha uma força sobre-humana. Ao retornar à Terra após o acidente logo os novos poderes começam a se manifestar, fazendo com que todos tenham que se adaptar a eles e também à condição de celebridades que os poderes lhes trazem.”

Filme muito, muito fraco. Sofrível! Nem tenho o que falar! Passo.

Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 – Francis Lawrence

mockingjay-part-1-image-6

“Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) encontra-se no Distrito 13 depois de ter literalmente acabado com os jogos para sempre. Sob a liderança da Presidenta Coin (Julianne Moore) e seguindo os conselhos de seus amigos de confiança, Katniss abre suas asas tanto quanto luta para salvar Peeta (Josh Hutcherson) e toda uma nação movida por sua coragem.”

Começa o filme sobre o meu livro favorito da série Jogos Vorazes. Apesar de Em Chamas ser muito bom, gosto demais de A Esperança. Saindo da arena, podemos ter uma visão melhor dos personagens. Os traumas de Katniss, a bondade de Peeta. E partimos, especialmente, para a luta política. Todos os truques para conseguir o apoio popular. Simplesmente incrível! O filme é muito bom, apesar de não conseguir passar toda a intensidade do livro.

Chef – Jon Favreau

chefmovie_poster

“Depois de perder seu emprego como chef em um famoso restaurante de Los Angeles, Carl (Jon Favreau), para a surpresa de todos, compra um trailer e passa a fazer e vender comida pelas ruas. Cozinhando e conhecendo pessoas, ele redescobre o amor, o entusiasmo pela vida e como a gastronomia pode ser apaixonante.”

Sou até suspeita para falar sobre um filme que tem a paixão pela culinária como mote principal! Amei, amei, amei! Leve e despretensioso. Vontade de viajar naquele food truck agora!

Books

#Resenha: It – A Coisa, Stephen King

Continuando minha maratona de livros do Stephen King, terminei de ler, na semana passada, It – A Coisa. Já tinha ouvido falar muito bem do livro, que é considerado um dos mais assustadores do autor, junto com O Iluminado e O Cemitério. O que em si já me animou bastante.

Capa_It - A coisa.indd

O livro conta a história de sete pessoas, amigos de infância, que no passado fizeram uma promessa, quando tinham entre 12 e 13 anos. O tempo passou e seis destas crianças deixaram sua cidade natal, Derry, no Maine e prosperaram muito em suas carreiras. William (Billy) Denbrough virou um escritor de livros de terror de grande sucesso e começou até a escrever os roteiros de filmes baseados em suas obras. Richard Tozier é um comediante famoso, com seu próprio programa de rádio e é conhecido como o Homem de Mil Vozes, Bem Hanscom é considerado um gênio da arquitetura. Beverly Rogan é uma estilista extremamente requisitada. Eddie Kaspbrak é dono de um bem-sucedido negócio de limusines e Stanley Uris é um contador que prosperou mesmo no momento de maior crise econômica. Ao contrário de seus amigos, Michael Hanlon permaneceu em Derry e tem uma vida bem humilde, trabalhando como bibliotecário.

stephen_king__s_it__sketch_by_willman1701

Mas a vida nem sempre foi fácil para este grupo. Quando eram crianças, eram os rejeitados da escola, Os Otários. Ben era o garoto gordinho, Beverly, a menina pobre, Richie, nunca conseguia manter a boca fechada, Eddie era um garoto doente, com constantes ataques de asma e uma mãe controladora, Stan, o garoto judeu, Mike, o único menino negro da escola e Billy era gago. Por isso, eram vítimas constantes de garotos maiores, com uma grande inclinação para a maldade. Os piores eram o grupo de Henry, Victor e Arroto. Em determinado momento, os ataques começaram a ficar bem mais violentos, cruzando a linha entre a implicância e virando um ódio mortal.

Pennywise-stephen-kings-it-32853964-1280-713

No meio de tudo isto, se encontra Derry. Esta pequena cidade é cercada por uma aura de maldade. Sua história é repleta de acontecimentos bizarros, desaparecimentos de crianças e assassinatos brutais. De 30 em 30 anos, ondas de violência tomam a cidade de assalto, sempre culminando com grandes tragédias. E depois que George, o irmão de Billy é assassinado, em 1957, o grupo de sete amigos começa a se formar e irá acabar enfrentando a coisa que aterroriza a cidade. Cada um deles possui uma história com esta entidade maligna. E isto forma um forte laço entre eles.

stephen-king-it

A história começa realmente quando Mike Hanlon, que ficou na cidade como sentinela, tem que tomar a difícil decisão de chamar seus amigos de volta a Derry, pois a Coisa não morreu quando a enfrentaram na infância. Muito pelo contrário, os ataques recomeçaram.

nerdinlove.tumblr

O início do livro se divide em capítulos que contam a história de cada um de seus personagens, começando com sua vida atual, longe de Derry. Quando recebem a ligação de Mike, eles começam a se lembrar de sua infância. Até então as memórias do que aconteceu em sua cidade natal haviam sido completamente apagadas e no decorrer do livro, somos levados a conhecer os detalhes do passado conforme as lembranças dos personagens vêm à tona. Um recurso narrativo muito inteligente, que ajuda a esconder o grande mistério até o final. A construção dos personagens é extremamente bem feita e King consegue trazer temas muito importantes em suas histórias, como abuso infantil e violência contra a mulher.

line9-20-1

Minhas partes preferidas do livro são quando conhecemos mais sobre a história de Derry e as tragédias que já aconteceram. Nestes momentos, o autor chega a seu potencial máximo, nos mostrando extremos de maldade realmente apavorantes.

It é um livro muito bem construído, excelente. Não me causou medo como O Iluminado, mas um incômodo profundo ao retratar tanto ódio e loucura.

stephen_king.png

Leitura obrigatória para os fãs de Stephen King!

Assisti o telefilme, de 1990, It, Uma Obra-Prima do Medo. Infelizmente, de obra-prima só possui o nome. O filme, apesar de não ser tão antigo, é extremamente datado. Os efeitos são ruins e a história de alguns personagens foi muito modificada, certamente para atender à classificação etária. Haverá uma adaptação nova e espero que faça jus ao livro.

Stephen-King-s-It-stephen-kings-it-20711159-1000-1331

Filmes

Desafio de Sexta: Em Busca dos 20 Filmes

Recebi, há alguns dias, uma imagem pelo whatsapp, com figuras representando 20 filmes. Um desafio do tipo “Onde está, Wally?”. Adorei a ideia e logo comecei a tentar adivinhar quais os filmes ali relacionados. Mas a grande surpresa foi que todos os filmes que estão ali são maravilhosos e inclui grandes clássicos do cinema. Então, resolvi trazer o desafio para o blog!

Confira a imagem abaixo e tente encontrar os filmes. A resposta estará abaixo, no post. Não vale trapacear, heim?!

Aj91oZB8RyS-zHaOU69LiGrW2iDSsHYbk20FEeEEuNfG

Vamos à resposta?

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

1 – A mão que balança o berço

the_hand_that_rocks_the_cradle

“Claire Bartel (Annabella Sciorra) é mãe de duas crianças, trabalha fora e ainda tem que cuidar da casa. Ao contratar Peyton Flanders (Rebecca De Mornay), ela acredita ter encontrado a babá mais que perfeita para ajudá-la com seus afazeres. Sem saber, Claire acaba trazendo para dentro de casa sua pior inimiga e agora vai ter que defender seu lar e a vida de sua família.”

2 – O Senhor dos Anéis

LOTRFOTRmovie

“Numa terra fantástica e única, chamada Terra-Média, um hobbit (seres de estatura entre 80 cm e 1,20 m, com pés peludos e bochechas um pouco avermelhadas) recebe de presente de seu tio o Um Anel, um anel mágico e maligno que precisa ser destruído antes que caia nas mãos do mal. Para isso o hobbit Frodo (Elijah Woods) terá um caminho árduo pela frente, onde encontrará perigo, medo e personagens bizarros. Ao seu lado para o cumprimento desta jornada aos poucos ele poderá contar com outros hobbits, um elfo, um anão, dois humanos e um mago, totalizando 9 pessoas que formarão a Sociedade do Anel.”

3 – O Iluminado

0E9A9261-CF67-6780-688253B3BC2939B9.0

“Durante o inverno, um homem, é contratado para ficar como vigia em um hotel no Colorado, e vai para lá com a mulher e seu filho. Porém, o contínuo isolamento começa a lhe causar problemas mentais sérios e ele vai se tornado cada vez mais agressivo e perigoso, ao mesmo tempo que seu filho passa a ter visões de acontecimentos ocorridos no passado, que também foram causados pelo isolamento excessivo.”

4 – Jurassic Park

Jurassic_park

“O Dr. John Hammond (Richard Attenborough) possui uma equipe de cientistas para descobrir um método cientifico de regenerar dinossauros através do DNA que eles encontram em âmbares preservados. Com isso ele cria um parque temático chamado Jurassic Park, onde todos são bem vindos para ver o passado retornar a vida. Dr. Hammond convida seus netos, Dr. Alan Grant (Sam Neil), Dra. Ellie Sattler (Laura Dern) e Ian Malcolm (Jeff Goldblum) para serem os primeiros à testemunhar a sua criação. As coisas começam a ir mal quando um empregado, Nedry (Wayne Knight), desativa o alarme de segurança e o mecanismo de defesa na tentativa de roubar espécies para revendê-las. Os dinossauros estão livres e as pessoas precisam lutar por suas vidas ou virar refeição para os ferozes tiranossauros.”

5 – Os Caça-Fantasmas

ghostbusters

“Depois de serem chutados de suas posições na Universidade, os parapsicologistas Egon Spengler, Raymond Stantz e Peter Venkman, decidem abrir seu próprio negócio de caçadores de fantasmas. Quando um portal para uma outra dimensão é aberto em Nova York, eles passarão a ter muito trabalho para salvar a cidade.”

6 – Um tira da pesada

tiradapesada

“Axel Foley (Eddie Murphy) é um esperto tira de Detroit que está em Beverly Hills à caça do assassino de seu melhor amigo. Ele logo percebe que seu estilo selvagem não combina com a polícia de lá, que destaca dois policiais (Judge Reinhold e John Ashton) para assegurar que as coisas não fujam do controle. Obrigado a levar os dois caretas junto com ele, Axel detona um tremendo choque cultural em sua rápida e hilariante busca por justiça.”

7 – Coração Valente

braveheart-coracao-valente

“No século XIII, soldados ingleses matam mulher do escocês William Wallace (Mel Gibson), bem na sua noite de núpcias. Ele resolve então liderar seu povo numa vingança pessoal que acaba deflagrando violenta luta pela liberdade.”

8 – O Rei Leão

o-rei-leão-3D-ed

“Mufasa (James Earl Jones), o Rei Leão, e a rainha Sarabi (Madge Sinclair) apresentam ao reino o herdeiro do trono, Simba (Matthew Broderick). O recém-nascido recebe a bênção do sábio babuíno Rafiki (Robert Guillaume), mas ao crescer é envolvido nas artimanhas de seu tio Scar (Jeremy Irons), o invejoso e maquiavélico irmão de Mufasa, que planeja livrar-se do sobrinho e herdar o trono.”

9 – Alien, O Oitavo Passageiro

alien_poster

“Nave espacial, ao retornar para a Terra, recebe estranhos sinais vindos de um asteroide. Ao investigarem o local, um dos tripulantes é atacado por um estranho ser. O que parecia ser um ataque isolado se transforma em um terror constante, pois o tripulante atacado levou para dentro da nave o embrião de um alienígena, que não para de crescer e tem como meta matar toda a tripulação.”

10 – Taxi Driver

taxiDriver1

“Travis Bickle (Robert DeNiro) é um jovem veterano do Vietnã, que volta para as ruas de Nova York trabalhando como motorista de táxi. Conhecendo melhor todos os podres das vielas da cidade, seu caminho se cruza com o das jovens Betsy (Cybill Sheperd) e Iris (Jodie Foster), uma prostituta de apenas 12 anos, o que o faz se revoltar com tudo e com todos, explodindo sua raiva e violência que sempre demonstrou ter.”

11 – Entrevista com o Vampiro

entrevista-com-o-vampiro

“Acidentalmente um repórter (Christian Slater) começa uma conversa com um homem (Brad Pitt) que diz ser um vampiro com duzentos anos e conta a trajetória de sua vida, desde a época em que ainda não era vampiro e como foi infectado pelo vampiro Lestat (Tom Cruise), com quem teve grandes aventuras mas também grandes desavenças.”

12 – Clube da Luta

4

“Um explosivo sofredor de insônia (Edward Norton) e um carismático vendedor de sabonete (Brad Pitt) canalizam agressão primitiva masculina transformando-a em uma nova e chocante forma de terapia. Seu conceito pega, e formam-se diversos clubes da luta clandestinos em cada cidade, até que uma mulher sensual e excêntrica (Helena Bonham Carter) entra na jogada e desencadeia uma situação fora de controle rumo ao caos.”

13 – Laranja Mecânica

laranja-mecnica-poster-1-6-7878-MLB5280014312_102013-F

“Em uma desolada Inglaterra do futuro, a violência das gangues juvenis impera, provocando um clima de terror. Alex (Malcolm McDowell) lidera uma das gangues e, após praticar vários crimes, é preso e submetido à reeducação pelo Estado, com base em uma técnica de reflexos condicionados. Quando ele volta à sua vida em liberdade, é perseguido por aqueles que foram suas vítimas, Mr. Alexander (Patrick Magee) e sua esposa.”

14 – Cantando na Chuva

filme-cantando-na-chuva

“Em 1927, Hollywood, está um verdadeiro rebuliço, com a transição do cinema mudo para o falado. Don Lockwood e Lina Lamont, o casal mais querido do cinema mudo, prepara-se para rodar um musical. Mas, infelizmente, Lina, não só não sabe cantar, como tem uma voz horrível. A estreante, Kathy Selden, é chamada a emprestar sua voz à estrela. As gravações são uma confusão, mas tudo piora quando Don, se apaixona pela doce Kathy. Ao lado de seu inseparável amigo, o compositor Cosmo Brown, ele tenta mostrar ao mundo o talento de Kathy.”

15 – Cisne Negro

cisnenegro011

“Cisne Negro é um thriller psicológico ambientado no mundo do balé da Cidade de Nova York. Natalie Portman interpreta uma bailarina de destaque que se encontra presa a uma teia de intrigas e competição com uma nova rival interpretada por Mila Kunis. O filme faz uma viagem emocionante e às vezes aterrorizante à psique de uma jovem bailarina, cujo papel principal como a Rainha dos Cisnes acaba sendo uma peça fundamental para que ela se torne uma dançarina assustadoramente perfeita.”

16 – Menina de Ouro

poster1

“Frankie Dunn (Clint Eastwood) passou a vida nos ringues, tendo agenciado e treinado grandes boxeadores. Frankie costuma passar aos lutadores com quem trabalha a mesma lição que segue para sua vida: antes de tudo, se proteja. Magoado com o afastamento de sua filha, Frankie é uma pessoa fechada e que apenas se relaciona com Scrap (Morgan Freeman), seu único amigo, que cuida também de seu ginásio. Até que surge em sua vida Maggie Fitzgerald (Hilary Swank), uma jovem determinada que possui um dom ainda não lapidado para lutar boxe. Maggie quer que Frankie a treine, mas ele não aceita treinar mulheres e, além do mais, acredita que ela esteja velha demais para iniciar uma carreira no boxe. Apesar da negativa de Frankie, Maggie decide treinar diariamente no ginásio. Ela recebe o apoio de Scrap, que a encoraja a seguir adiante. Vencido pela determinação de Maggie, Frankie enfim aceita ser seu treinador.”

17 – E o Vento Levou

as-cenas-mais-gloriosas-do-cinema-5

“Durante a Guerra Civil Americana, quando fortunas e famílias foram destruídas, um cínico aventureiro e uma determinada jovem, que foi duramente atingida pela guerra, se envolvem numa relação de amor e ódio.”

18 – A Casa do Lago

113394_Papel-de-Parede-A-Casa-do-Lago-The-Lake-House--113394_1280x1024

“Kate Forster (Sandra Bullock) é uma médica solitária, que morava em uma casa à beira de um lago. Hoje esta casa é ocupada por Alex Wyler (Keanu Reeves), um arquiteto frustrado. Kate passa a trocar cartas com Alex, com quem mantém um relacionamento à distância por 2 anos. É quando, ao se descobrirem apaixonados um pelo outro, eles buscam um meio de se encontrar.”

19 – Cães de Aluguel

dvd-caes-de-aluguel-edico-de-colecionador-original-13731-MLB3371359738_112012-F

“Joe Cabot (Lawrence Tierney), um experiente criminoso, reuniu seis bandidos para um grande roubo de diamantes, mas estes seis homens não sabem nada um sobre os outros e cada um utiliza uma cor como codinome. Porém durante o assalto algo ao saiu, pois diversos policiais esperavam no local. Mr. White (Harvey Keitel) levou Mr. Orange (Tim Roth), que na fuga levou um tiro na barriga e morrerá se não tiver logo atendimento médico, para o armazém onde tinha sido combinado que todos se encontrassem. Logo depois chegou Mr. Pink (Steve Buscemi), que está certo que um deles é um policial disfarçado e eles precisam descobrir quem os traiu. Em um clima de acusações mútuas a situação fica cada vez mais insustentável.”

20 – Um Estranho no Ninho

um-estranho-no-ninho-existe-um-humano-no-desumano.html

“Randle Patrick McMurphy, um prisioneiro, simula estar insano para não trabalhar e vai para uma instituição para doentes mentais, onde estimula os internos a se revoltarem contra as rígidas normas impostas pela enfermeira-chefe Ratched, mas ele não tem ideia do preço que irá pagar por desafiar uma clínica “especializada”.”

Bônus: Pra mim, na imagem, teria também o filme Os Fantasmas se Divertem.

beetle-juice-original

“Após morrerem quando o carro deles cai em um rio, Barbara Maitland (Geena Davis) e Adam Maitland (Alec Baldwin) se vêem como fantasmas que não podem sair da sua casa de campo na Nova Inglaterra, pois antes que possam ganhar suas asas têm que ocupar a casa como fantasmas pelos próximos cinqüenta anos. A paz é rompida quando Charles (Jeffrey Jones) e Delia Deitz (Catherine O’Hara), um casal de novos-ricos, compra a casa. Mas os Maitland são inofensivos como fantasmas e os esforços para espantar os compradores acaba em fracasso. E se o casal não fica apavavorado, Lydia Deitz (Winona Ryder), a excêntrica e dark filha deles, pode ver e falar com Barbara e Adam, que contratam os serviços de um Beetlejuice (Michael Keaton), um “bio-exorcista”, para apavorar os moradores, apesar de sentirem simpatia por Lydia. Mas logo a situação foge do controle.”

Séries

#TOP 5: Séries de Comédia

Oi, gente!

Hoje vou falar sobre minhas séries de comédia favoritas! A ideia inicial era fazer um top 10 com minhas séries preferidas, mas quando fui fazer a lista vi que as comédias seriam maioria. Afinal de contas, nada como terminar um dia estressante, assistindo algo que te faça rir e te ajude a não levar a vida tão a sério.

Então vamos lá!

Friends

o-FRIENDS-MOVIE-facebook

Fiquei super na dúvida sobre este primeiro lugar: Friends ou Seinfeld? Chega até a cair no banal citar Friends como série favorita de comédia, mas não tem como negar: é maravilhosa! Acabei me decidindo por Friends, por puro amor aos personagens! É uma série de comédia que vai além e até mesmo faz com que você se emocione!

A premissa é simples:

“Friends é uma série que mostra a vida de seis amigos que vivem em Greenwich Village, se metendo nos apartamentos uns dos outros, além de dividir um sofá na cafeteria Central Perk. Monica é uma chef de cozinha muito controladora e com obsessão por limpeza, que sonha em se casar e ter filhos. Com ela mora Rachel, sua melhor amiga desde a época da escola, que fugiu de uma vida de patricinha interiorana para tentar ser uma mulher independente em NY. Do outro lado do corredor, moram os amigos Chandler (conhecido pelo seu humor irônico e por não se dar nada bem com mulheres) e Joey, que ganha a vida como ator, além de ter uma grande fama de mulherengo. No prédio vizinho, vive o azarado Ross, irmão de Monica, um paleontólogo romântico cujos relacionamentos nunca dão certo. Completando esse exótico grupo, está Phoebe, a ex-colega de quarto de Monica, uma pessoa otimista que vive de bicos, embora o grande prazer seja cantar e tocar seu violão.”

Orangotag

O que faz Friends ser tão especial é a sintonia entre os personagens. Não tem como não querer fazer parte deste grupo e você realmente chega a se sentir um membro! Talvez muito disto se deva ao fato de os atores realmente serem amigos na vida real!

Seinfeld

jfprppnajfeks3kyiah5afwbkxaxj9jyoubofw7dvjl9ob2ka7ldbe2nnlviojzg

A comédia sobre o nada! Que maravilhoso isto! Seinfeld é a série que traz a comédia do dia a dia para sua TV. Eles conseguiram transportar, com muita ironia, situações que todos nós passamos. Genial!

“A melhor série sobre o nada é provavelmente a definição mais correta de “Seinfeld”. O seriado é composto por quatro personagens principais que discutem e analisam os fatos mais corriqueiros do dia a dia com boas doses de ironia, humor e egoísmo. Relacionamentos amorosos, problemas no trabalho e os mais fúteis assuntos são observadas sob as perspectivas de Jerry Seinfeld, um comediante em tempo integral, Elaine Benes, a maliciosa ex-namorada de Jerry, Cosmo Kramer, o excêntrico vizinho do humorista e George Costanza, o amigo azarado e neurótico de Jerry. Considerada a sitcom mais influente da década de 90, “Seinfeld” apresentava quatro amigos individualistas, imorais, inseguros e mentirosos, que conquistaram o público justamente por seus defeitos, que lhe conferiam certa veracidade.”

Orangotag

Arrested Development

AD-Widescreen-Wall-arrested-development-2053936-1280-800

Michael Bluth é um filho dedicado, que trabalha na empresa da família. Até que um dia, seu pai, George, é preso por fraude e Michael fica com a responsabilidade da empresa e de manter a família unida. Podia ser uma história comum, se não fosse pelo fato de todos os membros da família serem completamente fora da realidade. Gente, que série é esta? Provavelmente a que mais me fez rir na vida. Não tem como não pensar nas loucuras de nossa própria família! A Netflix produziu a quarta temporada da série, anos depois de seu injusto cancelamento e milhares de pedidos de fãs!

Will & Grace

Will-Grace

“Will e Grace eram namorados na adolescência. Will estava confuso com sua sexualidade, até que um dia, Grace e Will se embebedam e resolvem transar. Na hora “H”, Will percebe que é homossexual. A partir daí, os dois se tornam grandes e inseparáveis amigos, com várias situações hilariantes e atrapalhadas. Eles conhecem Jack, um gay, e Karen, uma hetéro que só quer dinheiro. O seriado ganhou vários prêmios importantes durante oito temporadas de sucesso.”

Orangotag

Mais uma grande série de comédia baseada em amizade! A grande sacada de Will & Gracie é o fato de não haver nenhuma perspectiva amorosa entre os personagens principais, como frisado desde o primeiro episódio. O fato de que só a amizade importa a torna ainda mais especial! Momentos hilários, principalmente com Jack e Karen, que roubaram a cena na série!

Parks and Recreation

parks-and-recreation

“As mentes por trás de The Office nos trazem uma nova comédia mockumentary (que simula um documentário, com depoimento dos personagens e câmera acompanhando os acontecimentos em “tempo real”), mas agora sobre funcionários públicos do governo e as dificuldades de Leslie Knope em transformar uma construção abandonada em um parque útil para a comunidade.”

Orangotag

Uma série de comédia sobre funcionários públicos… só isto já me faria assistir! Ser filmada como documentário foi um golpe de mestre. Temos todos os tipos de pessoas que damos de cara no cotidiano: Leslie, a funcionária super dedicada e que, mesme sem apoio, acredita que pode fazer o melhor; Ron Swanson, o chefe mais mal humorado do mundo; Tom, com as ideias de negócios mais bizarros do mundo. Os personagens são maravilhosos! Mais carismáticos, impossível. Não tem como não se apaixonar por sua loucura.

Vale a pena mencionar ainda algumas séries ótimas que surgiram nestes últimos anos, como The Mindy Project (da diva Mindy Kaling) e as novas séries da Netflix, Grace and Frankie e Unbreakable Kimmy Schmidt (criada pela Tina Fey). Dá só uma olhadinha:

The Mindy Project

the-mindy-project-6

“Essa comédia romântica é da escritora e produtora indicada ao Emmy, Mindy Kaling, e conta a história de uma mulher que, embora tenha uma carreira bem sucedida, precisa desesperadamente quebrar alguns hábitos ruins de sua vida pessoal. Afinal, quantos médicos fazem piadas inapropriadas no casamento de um ex-namorado, quase se afoga na piscina de um estranho e é presa por desacato momentos antes de fazer um parto? Divertida, impaciente e politicamente incorreta, Mindy Lahiri divide uma clínica de ginecologia com outros colegas, nenhum deles disposto a tornar a sua vida mais fácil.”

Orangotag

Grace and Frankie

ustv-grace-and-frankie-key-art-denial

“A série acompanha a história das antigas rivais Grace (Jane Fonda) e Frankie (Lily Tomlin), cujos caminhos voltam a se cruzar por conta do novo rumo dos seus casamentos. Quando seus respectivos maridos anunciam que estão apaixonados um pelo outro e que planejam se casar, suas vidas ficam de pernas pro ar. E o que é pior, elas percebem que estarão eternamente ligadas por esse acontecimento. Com o tempo, descobrem que podem contar uma com a outra.”

Orangotag

Unbreakable Kimmy Schmidt

UNBREAKABLE1

“Após quinze anos em um culto, Kimmy (Ellie Kemper) é resgatada e recomeça a vida em Nova York. Munida de uma mochila, tênis de luzinhas e livros datados de uma biblioteca, ela se depara com um mundo que achava que nem existia mais.Ingênua porém resiliente, a ex-reclusa não deixará que nada atrapalhe seu caminho e não demora a encontrar um emprego (trabalhando para Jane Krakowski), alguém para dividir um apartamento (Tituss Burgess) e uma nova vida. O elenco também inclui Lauren Adams, Sara Chase, Sol Miranda e a ganhadora do Emmy, Carol Kane.”

Orangotag